Clear Odontologia
Clínica
 Como evitar as retrações gengivais?

  • Segure a escova suavemente com a ponta dos dedos no terço final do cabo.
  • Fazer movimentos suaves, contínuos e lentos com a escova inclinada 45º do dente.
  • A metade da escova deverá ficar em contato com a frente do dente e entrará sutilmente no sulco gengival, a outra parte deve escovar a porção mastigatória do dente.
  • Evitar pressionar a escova contra a gengiva.
  • Usar uma escova macia ou extra macia para minimizar a abrasão sobre o esmalte dentário.
  • Evitar pastas clareadoras, brightening, whitening, pois normalmente são muito abrasivas e podem criar micro-abrasões na superfície do esmalte levando ao aumento da sensibilidade dentária.

Retração gengival Retração gengival

Fique atento aos seguintes sinais:

  • Gengivas vermelhas ou irritadas, sangrando ou edemaciadas (inchadas) necessitam de tratamento. Pode ser o início de uma gengivite.
  • Cerdas tortas e esfiapadas com menos de 2 meses de uso da escova é um indicativo de que você está escovando com muita força. Devagar e sempre!
  • Desgastes, sulcos, pequenas escavações na superfície do dente próxima a gengiva podem ser sinais de abrasões.
  • Sensibilidade excessiva ao ingerir líquidos, alimentos frios ou quentes. Pode ser um sinal de que sua dentina (tecido que fica abaixo do esmalte dental) esteja exposta.
  • Dentes muito compridos devido à exposição da raiz, também podem apresentar perda óssea.

Tratamento:

Diversos tratamentos podem ser utilizados:

  • Técnicas cirúrgicas e enxertos de gengiva para recobrir o dente exposto.
  • Restaurações para obturar as abrasões
  • Técnicas de dessensibilização dentinária que, como o nome já diz, diminuem a sensibilidade causada pela exposição da dentina.

Lembre-se: o quanto antes for diagnosticado o problema, maiores serão as opções de tratamento.

voltar topo da página
B4W - Consultoria em Internet